Pilates e qualidade de vida

Imprimir
Escrito por Cristina Abrami (Personare)
Pilates restaura a vitalidade e revigora a mente.

Método restaura a vitalidade física e revigora a mente

O método Pilates, originalmente denominado por seu criador Joseph Hubertus Pilates como Contrologia, leva em consideração o movimento natural do homem, o respeito à sua anatomia e biomecânica, buscando a saúde e o bem-estar. O conjunto desses objetivos melhora a qualidade de vida e nos fornece mais energia vital.

Desde que a revolução industrial alterou drasticamente a rotina dos trabalhadores, impondo ao corpo a realização de movimentos repetitivos e automáticos, alienando a mente e dissociando corpo e espírito, o ser humano procura o equilíbrio entre o físico e o energético.

Partindo da observação da natureza, do movimento dos animais e do estudo profundo de anatomia, Joseph H. Pilates desenvolveu um sistema de exercícios que respeita os princípios de movimento do corpo humano. Contempla todas as dimensões do homem (física, mental e espiritual), desenvolvendo o corpo uniformemente, corrigindo posturas erradas, restaurando a vitalidade física, revigorando a mente e elevando o espírito.

Através dos movimentos naturais, realizados por meio de repetições apropriadas de cada exercício num determinado ritmo, se adquire o completo controle sobre o corpo. Alia-se o melhor da abordagem oriental de movimento, que prioriza a concentração, a percepção de si, o alongamento e a flexibilidade com a abordagem ocidental, que prioriza a força e o desenvolvimento físico.

Todo o método está baseado em seis princípios que pretendem devolver ao homem uma movimentação mais espontânea e consciente: o centro de força (powerhouse), a concentração, o controle, a fluidez de movimento, a precisão e a respiração.

O método Pilates não é um protocolo de exercícios a serem executados em uma determinada ordem e de forma definida. Para atingir todos os seus benefícios é indispensável a orientação de um instrutor de Pilates certificado, estar disposto a resgatar a consciência e o controle sobre si mesmo, buscando a tão desejada integração e o equilíbrio entre corpo, mente e espírito.

Fonte: Personare (http://www.personare.com.br/pilates-e-qualidade-de-vida-m292)